INTRODUZINDO A ACUPUNTURA PARA ESTUDANTES DE MEDICINA ALOPÁTICA: UM ESTUDO DE SUAS ATITUDES E CRENÇAS.

Sérgio Botelho Guimarães, Isaac Bevilaqua de Albuquerque Guimaraes, Paulo Araujo Dias, Agamenon Honorio Silva

Resumo


Este estudo prospectivo transversal auto-administrado foi realizado para estabelecer uma base de conhecimentodas atitudes e crenças com a aprendizagem e a prática da acupuntura entre os estudantes de medicina da Universidade Federal do Ceará (Brasil). Os alunos foram avaliados antes (grupo B) e após a sua exposição às aulas de acupuntura (grupo A). Um total de 47 participantes preencheu um questionário de 40-itens, 3-páginas,composto por várias seções que tratam de suas atitudes, crenças e experiências com as práticas e os currículos de escolas médicas que incluem a acupuntura na sua lista de ofertas. Quase 50% dos estudantes avaliados não concordaram com a inclusão do ensino de acupuntura como disciplina regular no currículo médico. A assertiva “Não há nenhuma evidência que a acupuntura seja eficaz” recebeu resposta positiva da maioria dos alunos (grupo A: 45,7% e grupo B: 83,3%). A assertiva “Apenas os médicos devem ser autorizados à prática acupuntura” foi desaprovada por todos. A maioria dos estudantes têm demonstrado desconhecimentodas vantagens dos efeitos terapêuticos da acupuntura e se manifestaram contra a sua implantação no sistema nacional de saúde. Concluímos que, apesar do crescente interesse de nossos estudantes de medicina em participar na disciplina opcional de “Introdução à acupuntura médica”, há resistência à sua implantação no currículo médico regular. Além disso, os alunos desconhecem os benefícios e a eficácia da acupuntura no tratamento de um grande número doenças.

Palavras-chave


Terapias complementares. Acupuntura. Coleta de Dados Educação Médica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/cntc.v2e2201343-50

Cad. naturol. terap. complem. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, 2316-915X

Licença Creative Commons
O trabalho Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/CNTC.