Percepções de doulas naturólogas sobre gestação, parto e puerpério doulas

Simone Vieira de Souza, Amanda Oliveira Scheid

Resumo


Este artigo trata de um estudo exploratório/descritivo, com abordagem qualitativa, objetivando conhecer as percepções e a prática profissional de doulas/naturólogas, sobre o ciclo gravídico-puerperal. A pesquisa deu-se por meio de entrevistas com sete profissionais que atuam no Brasil e uma nos EUA, como doula e naturóloga. A partir das entrevistas, emergiram quatro núcleos de significação: (1) motivações das naturólogas/doulas; (2) compreensão sobre gestação, parto e puerpério; (3) medicalização do parto; e (4) conduta profissional da doula/naturóloga. Neste artigo, a ênfase de análise compreenderá a discussão dos núcleos - compreensão sobre gestação, parto e puerpério e - medicalização do parto, por considerar sua relevância na temática deste estudo. Por meio das narrativas analisadas, foi possível observar que, entre as profissionais pesquisadas, há uma condução da assistência às gestantes, parturientes e puérperas, de forma humanizada, tendo como principal característica o cuidado integral e individualizado, a promoção da saúde e autonomia das mulheres, suas famílias, e, consequentemente, a saúde do recém-nascido. Destaca-se, também, que as participantes do estudo propiciam um espaço de acolhimento às mulheres, no que se refere às dimensões simbólicas durante o cuidado no seu ciclo reprodutivo e sexual, e utilizam, como ferramentas, os recursos naturais que promovem efeitos equilibrantes a estas mulheres, auxiliando na redução dos desconfortos do ciclo gravídico-puerperal de forma sutil, reduzindo os riscos de violência obstétrica.


Palavras-chave


Gestação; Empoderamento; Medicalização; Parto humanizado

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/cntc.v3e4201443-52

Cad. naturol. terap. complem. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, 2316-915X

Licença Creative Commons
O trabalho Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/CNTC.