Aproximações entre a classificação das constituições na ayurveda e na escola alemã da iridologia

Danyelle Siqueira Pimentel, Patrícia Kozuchovski Daré

Resumo


O objetivo deste estudo foi comparar as classificações da constituição psicofísica (Prakriti) da Medicina Tradicional Ayurveda com a teoria da biotipologia da escola alemã de Iridologia desenvolvida por Josef Deck. Participaram do estudo 87 pessoas 18 a 70 anos atendidos no Centro de Práticas Naturais da Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL no ano de 2011/2. Os instrumentos utilizados foram um questionário de avaliação da constituição psicofísica (prakriti) para identificação do dosha e fotos da íris para verificar a biotipologia de acordo com a escola alemã de Iridologia. Os dados foram analisados considerando as relações entre os dados da população estudada, avaliadas por meio do método não-paramétrico de Kruskal-Wallis ou método de correlação de Pearson. Para diferença estatística significativa foi utilizado um valor p< 0,05. Observou-se que os gráficos de comparação das constituições dos doshas Vata e Pitta apresentaram correlações estatísticas com o biótipo misto biliar ferrocromatoso, o dosha Kapha com o biótipo misto biliar e seu subtipo ferrocromatoso e o dosha Vata/Pitta apresentou correlações estatísticas com o biótipo misto biliar ferrocromatoso. Entretanto evidenciaram-se nesta pesquisa pequenas relações diretas entre as constituições psicofísicas (prakriti) da Medicina Tradicional Ayurveda e as biotipologias da escola alemã de Iridologia.


Palavras-chave


Medicina Tradicional Ayurveda; Iridologia; Naturologia

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/cntc.v3e4201411-22

Cad. naturol. terap. complem. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, 2316-915X

Licença Creative Commons
O trabalho Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/CNTC.