Avaliando o efeito das essências florais nos traumas e medos em crianças que vivem em situação de pobreza

Lucia Maria Nunes Freire de Albuquerque, Guilherme Giani Peniche, Léia Fortes Salles, Maria Júlia Paes da Silva

Resumo


Introdução: Crianças que moram nas favelas vivem em constante situação de risco e isto pode aumentar a probabilidade delas desenvolverem desordens emocionais e comportamentais. Objetivo: analisar a atuação dos Florais no tratamento dos medos e traumas existentes em crianças que vivem em situação de pobreza. Material e Método: ensaio clínico randomizado e duplo cego. Participaram 17 crianças entre 6 e 8 anos divididas em grupo experimental e placebo, sendo que o primeiro recebeu os florais e o segundo água. A intervenção durou 60 dias. O efeito dos florais foi analisado por um especialista em arteterapia por meio da criação de um jardim em 3 momentos diferentes. Resultado: das oito crianças do grupo experimental, sete (87,5%) apresentaram melhora, uma (12,5%) ficou inalterada. E, das sete crianças do grupo controle, duas melhoraram (28,6%) e cinco permaneceram inalteradas (71,4%). Não houve correlação entre o uso de cores, de elementos ou do espaço entre a melhora ou a piora das crianças. Considerações Finais: No grupo experimental houve indícios de melhor elaboração dos medos e traumas vivenciados em comparação ao grupo placebo, sugerindo que o uso desta terapia pode ajudar a reduzir as sequelas que estas emoções produzem no comportamento humano.


Palavras-chave


Medo; Terapia Floral; Terapias complementares; Medicina integrativa

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/cntc.v5e8201613-20

Cad. naturol. terap. complem. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, 2316-915X

Licença Creative Commons
O trabalho Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/CNTC.