A formação acadêmica em Naturologia no Brasil

Mayara Aparecida Passos, Daniel Maurício de Oliveira Rodrigues, André Luiz Ribeiro

Resumo


A pesquisa objetivou descrever a formação acadêmica em Naturologia no Brasil. Tratou-se de um estudo com abrangência nacional, classificado como pesquisa descritiva, de natureza quantitativa e de levantamento. A coleta de dados foi realizada entre fevereiro e maio de 2015, a partir de um questionário desenvolvido pelos autores. A amostra contou com 386 bacharéis em naturologia formados por instituições brasileiras até o ano de 2014. Segundo os dados obtidos, o maior número de formados é proveniente da UNISUL (60,0%) e 65,7% da amostra já realizou algum tipo de formação complementar. A maior parte (67,6%) entende que a formação em Naturologia é adequada as necessidades contemporâneas da sociedade e 84,7% avaliam o projeto pedagógico do curso como bom ou regular. De uma maneira geral, os participantes gostariam de ter sido mais exigidos durante o curso e 54,0% qualificaram como bom o preparo para o exercício profissional. O presente estudo pode auxiliar na formação de futuros profissionais, bem como estimular a ampliação da participação de naturólogos no âmbito da saúde coletiva.


Palavras-chave


Perfil Acadêmico; Formação Profissional; Naturologia

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/cntc.v6e10201713-22

Cad. naturol. terap. complem. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, 2316-915X

Licença Creative Commons
O trabalho Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/CNTC.