Estratégias terapêuticas na função sexual de homens com lesão medular traumática

Josepha Karinne de Oliveira Ferro, Dandara Pestana de Souza, Daniella Araújo de Oliveira

Resumo


Introdução: Repercussões estruturais e fisiológicas são causadas após a lesão medular e, dependendo da extensão e localização da lesão, a resposta sexual será alterada. Movidos pelo conhecimento sociocultural e dificuldade de satisfação na relação sexual, muitos indivíduos recorrem a estratégias alternativas para tratamento das disfunções. Objetivos: Conhecer as principais estratégias terapêuticas utilizadas por homens com lesão medular traumática nas disfunções sexuais. Métodos: Trata-se de um estudo observacional descritivo, realizado com 24 homens com média de idade de 32,62 (IC 28,65 – 36,60), com lesão medular traumática, recrutados em serviços de referência em lesão medular na cidade do Recife (PE). Os indivíduos passaram por avaliação neurológica de acordo com as diretrizes da International Standards for Neurological Examination and Functional Classification of Spinal Cord Injury (ISNCSCI), a American Spinal Injury Association (ASIA), avaliação da função sexual através do Índice Internacional de Função Erétil (IIFE) e responderam a um formulário semiestruturado para identificar as estratégias terapêuticas utilizadas na função sexual. Para a coleta de informações acerca das plantas medicinais, foi feita uma pesquisa nos entornos dos mercados públicos localizados na Região Metropolitana do Recife (PE). Resultados: As estratégias terapêuticas utilizadas foram: uso de plantas medicinais (25%) e uso drogas inibidoras da fosfodiesterase tipo 5 (33,3%). Das plantas medicinais, as mais utilizadas foram Catuaba - Trichilia catigua (33,3%), Guaraná- Paullinia cupana (33,3%), Maca Peruana Lepidium meyenii (33,3%) e Tríbulus Terrestris (33,3%). Considerações finais: As principais estratégias terapêuticas utilizadas pelos participantes foram plantas medicinais e uso drogas inibidoras da fosfodiesterase tipo 5.

Palavras-chave: Traumatismo da Medula Espinhal. Sexualidade. Terapias Complementares. Plantas medicinais.

ClinicalTrials.gov  ID: NCT02908867

Palavras-chave


(Traumatismo da Medula Espinhal; Sexualidade; Terapias Complementares; Plantas medicinais).

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/cntc.v7e13201829-38

Cad. naturol. terap. complem. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, 2316-915X

Licença Creative Commons
O trabalho Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/CNTC.