Auriculoterapia e gestantes... Há motivos para receio?

Tiago Veloso Neves

Resumo


Auriculoterapia é um método terapêutico oriundo da Medicina Tradicional Chinesa que consiste no estímulo do pavilhão auricular, podendo esse estímulo ser realizado por meio da aplicação de agulhas, esferas, magnetos, calor, laser ou sangrias. A Auriculoterapia é uma abordagem chinesa, mas com grande contribuição de Paul Nogier, que colaborou para o mapeamento e concepção de representação somatotópica da orelha nos pontos de auriculoterapia, ou acupontos da orelha. Existe muito receio por parte de diversos profissionais acerca da aplicação da Auriculoterapia em gestantes. Segundo esses profissionais, a Auriculoterapia pode ser, de maneira completa ou parcial, abortiva e trazer complicações para a gestação. Em consulta aos artigos científicos publicados na área, observou-se que há estudos que tiveram de 89 a 157 participantes. Alguns deles apresentaram resultados estatisticamente significativos a favor da Auriculoterapia. Outros apresentaram resultado positivos, mas não significativos. Contudo, nenhum deles referiu um único caso de aborto em decorrência da aplicação deste método. Portanto, qual fundamento sustenta o receio dos profissionais?


Palavras-chave


Auriculotherapy. Complementary Terapies. Pregnant women.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/cntc.v7e12201851-54

Cad. naturol. terap. complem. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, 2316-915X

Licença Creative Commons
O trabalho Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/CNTC.