Mente humana: um estudo comparativo inicial entre a ciência cognitiva ocidental e a medicina tradicional chinesa

Roberto Pacheco, Leandro Alberto Grassi

Resumo


Esse artigo de revisão discute a mente humana nas visões da Ciência Cognitiva Oci-dental (CCO) e da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), buscando fazer uma análise comparativa capaz de contribuir para os debates acerca do conceito de mente hu-mana. Constatou-se que, na visão da CCO, mente é teorizada a partir da noção cogni-tivista, conexionista e da enacção. Na MTC, não existe uma palavra para designar mente, sendo que Shen é utilizada no Ocidente como sinônimo desta. As principais diferenças da MTC para a CCO são de que Shen (mente) não significa oposição ao corpo e, também, não implica em uma relação de causalidade direta com o encéfalo. Mente, para a CCO, e Shen, para a MTC, podem se referir ao(s) mesmo(s) fenôme-no(s), mas envolvem observações e experiências diferentes sobre este(s).

Palavras-chave


Mente; Medicina Tradicional Chinesa; Ciência Cognitiva Ocidental

Texto completo:

PDF