A fabricação de uma convivência

Renata Telles

Resumo


Leitura da narrativa Nove Noites, de Bernardo Carvalho, e da crítica que Graciliano Ramos faz ao filme Descobrimento do Brasil, de Humberto Mauro, permitem a autora desenhar as relações entre Estado, arte e intelectuais nos 30, entre cultura e sociedade, entre tempo e história, passado e presente, história e literatura com o objetivo de ensaiar uma política da memória e das gerações que não apague a diferença, mas que busque manter e provocar uma convivência tensa entre presente e passado, entre real e possível.

Palavras-chave


Literatura; Teoria literária; Cultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v2e1200714-18

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.