A fotografia e o livro como lugares para a ação: projeto espaços

Márcia Regina Pereira de Sousa

Resumo


Neste ensaio reflito acerca de meu projeto artístico espaços, partindo da noção de fotografia performada apresentada por Philip Auslander, na qual o espaço do documento fotográfico torna-se o lugar primário para o acontecimento da ação poética. O conceito de entrelaçamento proposto pelo filósofo Maurice Merleau-Ponty foi também importante referência no desenvolvimento desse projeto, no qual procurei investigar de forma poética a relação entre o meu corpo e as coisas visíveis/tangíveis na paisagem. Em minha proposição, a sequencialidade espaçotemporal própria da forma livro é sobreposta à lógica de corte temporal e espacial do ato fotográfico, na produção da série de livros de artista também denominada espaços.

Palavras-chave


Fotografia; Livro de artista; Espaços

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v0e02009291-300

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.