Hal Foster e a crítica ao primitivismo vanguardista

Larissa Costa da Mata

Resumo


O texto que se segue apresenta alguns conceitos utilizados pelo crítico norteamericano Hal Foster, cuja produção recebeu apenas esparsas traduções para a língua portuguesa até o momento em revistas acadêmicas brasileiras e um livro completo. Hal Foster é atualmente professor do departamento de Arte e Antropologia na Universidade de Princeton e co-editor do periódico OCTOBER. Segue-se a esta apresentação a tradução de "Blinded insights", um dos capítulos do seu Prosthetic Gods (MIT Press, 2004), sobre a relação estética dos artistas Jean Dubuffet, Paul Klee e Max Ernst com a coleção de Prinzhorn de obras de artistas com problemais mentais.

Palavras-chave


Hal Foster; Vanguardas; Real; Primitivismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v5e1201016-84

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.