Subterrânea: por um estado de emergência efetivo

Flávia Cera

Resumo


Nesse texto iremos trabalhar a categoria de "subterrâneo" de Hélio Oiticica, e tentar perceber de que maneira ela se associa com uma proposta política de sua obra. Essa categoria será entendida como um estado de emergência, como um estado de latência com o qual Oiticica tenta escrever um conceito de povo. Nesse sentido, não há uma separação de classes, nem minorias ou maiorias, mas uma coletividade desejante cujos corpos miram a felicidade, ou seja, um estado de emergência efetivo.

Palavras-chave


Subterrâneo; Hélio Oiticica; Parangolé

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v5e12010129-145

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.