A alegoria tropicalista na avenida vazia do historicismo:o tropicalismo e o rock no Brasil

Tiago Hermano Breunig, Jair Tadeu da Fonseca

Resumo


A compreensão do Tropicalismo pelos intelectuais no Brasil o remete, desde a sua consolidação na cultura brasileira, a uma forma de representação associada com a alegoria, constitutiva do moderno e do nacional, que se relaciona, no entanto, ao tempo do evolucionismo vazio, do progresso linear da historiografia historicista. Assim, a alegoria se aproxima de uma atualização das representações do Brasil. Para tanto, como observa Carlos Basualdo, o rock se configura como um meio de atualizar a produção musical no Brasil pela incorporação de seus elementos. Mas se o Tropicalismo, conforme a natureza da alegoria, sintetiza dialeticamente as polaridades representadas, por um lado, pela MPB e, por outro, pelo rock, interessa como o rock, por sua vez, produz um contradiscurso da identidade nacional por meio de um procedimento que se nega a operar logicamente ou dialeticamente, o que constitui o objeto do presente artigo.

Palavras-chave


Rock; Tropicalismo; Nacionalismo

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v9e1201429-45

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.