A cultura submersa no sujeito do inconsciente

Maria Cristina Carpes

Resumo


 

Resumo: A proposta deste artigo é tecer pontos de reflexão sobre nossa hipótese de trabalho que a cultura está submersa no sujeito do inconsciente. Para tanto, percorremos alguns pontos da constituição psíquica do sujeito, inaugurado pelo investimento materno na proposta freudiana com articulações lacanianas da ex-sistência do sujeito. A cultura ocupa o lugar de Outro, assim como a linguagem e a mãe para o infans, no que o sujeito renuncia a satisfação sexual para buscar satisfazer o desejo do Outro/Cultura. Há um preço a pagar decorrente da neurose, do gasto de energia e a destrutividade na vida “civilizada”.


Palavras-chave


Psicanálise. Sujeito do inconsciente. Cultura

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v14e1201923-30

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.