Análise da estratégia pela perspectiva das teorias institucional e da estruturação

Márcio Jacometti, Marystela Assis Baratter Sanches, Sandro Aparecido Gonçalves

Resumo


O presente ensaio tem por objetivo analisar, a partir da perspectiva das teorias institucional e da estruturação, três escolas de estratégia definidas no livro “Safári de Estratégia”, de Mintzberg, Ahlstrand e Lampel (2000), e propor uma alternativa para investigar o constructo estratégia. O critério utilizado para selecionar três entre as dez escolas tratadas na obra levou em conta aspectos que se alinham com o institucionalismo organizacional. A primeira escola analisada foi a empreendedora que está centrada no ator social, uma vez que a ele é admitida a possibilidade de afetar a estrutura. Em seguida, analisou-se a de posicionamento, que considera estratégias genéricas para serem implementadas pelas organizações. E, finalmente, para visualizar a dimensão intersubjetiva, a escola analisada foi a cognitiva, que aborda processos mentais coletivizados para configurar a ação estratégica. A partir da delimitação deste quadro teórico, o artigo apresenta um novo modelo para explicar a formação da estratégia pela perspectiva institucional e estrutural de análise, sendo este o principal resultado do trabalho. O desafio é realizar estudos empíricos que descrevam esse processo a partir de estudos de caso que procurem explicar a estruturação da estratégia como prática social no nível micro de análise.


Palavras-chave


Estruturação da estratégia; Estratégia como prática; Institucionalização da estratégia.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/reen.v6e32013125-155

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


R. eletr. estrat. neg.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1984-3372

Licença Creative Commons


REEN is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported .