FACILITADORES, DIFICULTADORES E PRINCIPAIS FOCOS DE CONFLITO DO PROCESSO SUCESSÓRIO

Andreia Aparecida Pandolfi dos Santos, Simone Sehnem, Gleberson de Santana dos Santos

Resumo


Este artigo buscou analisar os aspectos facilitadores, dificultadores e principais focos de conflito do processo sucessório de uma empresa familiar considerada de grande porte. Metodologicamente, trata-se de um estudo de caso único, com abordagem qualitativa e enfoque descritivo. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas e pesquisa documental. Conclui-se que o caso apresentou bem mais aspectos facilitadores do que dificultadores na condução dos processos, entre eles: o planejamento sucessório à longo prazo, programa de incentivo e de formação de lideranças incorporado à cultura, a formalização da governança corporativa, a preparação e a orientação para os herdeiros.


Palavras-chave


Aspectos facilitadores; Aspectos dificultadores; Empresa familiar; Processo sucessório.

Texto completo:

PDF/A

Referências


AGUILERA, R. V.; CRESPI-CLADERA, R. Firm family firms: Current debates of corporate governance in family firms. Journal of Family Business Strategy, v. 3, n. 2, p. 66-69, 2012.

BERNHOEFT, R. A empresa familiar: sucessão profissionalizada ou sobrevivência comprometida. São Paulo: Nobel, 1989.

BUENO, J. C. C; FERNÁNDEZ, C.D.; SÁNCHEZ, A. V. Gestão da empresa familiar. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

CRUZ MACHADO, R. M; WETZEL, U; RODRIGUES, M. E. A experiência de sucessão para herdeiras de empresas familiares do Rio de Janeiro. Cadernos EBAPE. BR, v. 6, n.3, p. 1-24, 2008.

FAMILY BUSINESS NETWORK, Planejamento do processo sucessório . Disponível em: http://www.fbn-br.org.br/> Acesso em: 10 agos. 2016

FERREIRA, M. A. de A. Processo sucessório em organizações brasileiras: um estudo com uso de groundtheory. PhD Thesis. Universidade de São Paulo, 2015.

GALLO, M. A. Ideas básicas para dirigir la empresa familiar. Espana: Eunsa,2004.

GERSICK, K. E. De geração para geração. Gulf Professional Publishing, 2006.

GRZYBOVSKI, D. Plataforma de conhecimentos e aprendizagem transgeracional em empresas familiares.2007. 383 p. Tese(Doutorado em Administração) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.

GUEIROS, M. M. B.; OLIVEIRA, L. M. B. de. Sucessão familiar: prática em empresa de transporte: uma visão dos dirigentes. In: ENCONTRO DA ANPAD, 2000, Foz do Iguaçu..Anais... Foz do Iguaçu: ANPAD, 2000.

HAUSWALD, H.; HACK, A. Impact of family control/influence on stakeholders perception. Family Business Review, v. 26, n. 4, p. 356-373, 2013.

LAAKONEN, A.; KANSIKAS, J. Evolutionary Selection and Variation in Family Businesses. Management Research Review, Bingley, v. 34, n. 9, p. 980-995, 2011.

LAM, W. Dancing to two tunes: Multi-entity roles in the family business succession process. International Small Business Journal, 2011.

LE BRETON-M, I., MILLER, D.;STEIER, L. P. Toward an integrative model of effective FOB succession. Entrepreneurship Theory and Practice, v. 28, p. 305– 328, 2004.

LEE, K., LIN, W.S.;LIN, G. H. Succession and Survival of Family Businesses. Proceedings 45º ICSB. Brisbane, 2000.

LODI, J. B. Sucessão e conflito na empresa familiar. São Paulo: Pioneira, 1987.

LODI, J. B. A entrevista: teoria e prática. Pioneira, 1998.

MACHADO, H. P. V. Empresas familiares e a formação de sucessoras. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO-ENANPAD., 30., 2006, Salvador. Anais... Salvador, 2006.

MASSIS, A; CHUA, J. H.; CHRISMAN, J. J. Factors preventing intra‐family succession. Family Business Review, v. 21, n. 2, p. 183-199, 2008.

MERWE, S. V. D.; VENTER, E.; ELLIS, S. M. An Exploratory Study of Some of the Determinants of Management Succession Planning in Family Businesses. Management Dynamics, Cape Town, v. 18, n. 4, p. 2-17, 2009.

MICHAEL-TSABARI, N; WEISS, D. Communication traps: Applying game theory to succession in family firms. Family Business Review, 0894486513497506. 2013.

MINADEO, R; MELO, M. C. de O. L; RIBEIRO, C. M. TAM e Azaléia: processos de transição em empresas familiares DOI 10.5752/P. 1984-6606.2009 v9n20p114. Revista Economia & Gestão, 9.20: 114-140. 2009.

OLIVEIRA, J. L.; ALBUQUERQUE, A. L; PEREIRA, R. D. De "fiIho do dono" a dirigente ilustre: caminhos e descaminhos no processo de construção da legitimidade de sucessores em organizações familiares. Revista de Administração, 2013, 48.1: 21.

PASSOS, É, et al. Família, família, negócios a parte: Como fortalecer laços e desatar nós na empresa familiar. 5. ed. São Paulo: Editora Gente, 2006.

PRICE WATERHOUSE, Empresa familiar o desafio da governança. Disponível em: https://www.pwc.com.br/pt/publicacoes/setores-atividade/assets/pcs/pesq-emp-fam-14.pdf>. Acesso em: 15 agos.2016

SALVATO, C; CORBETTA, G. Transitional leadership of advisors as a facilitator of successors’ leadership construction. Family Business Review, 0894486513490796. 2013.

SCHEFFER, A. B. B. Fatores dificultantes e facilitadores ao processo de sucessão familiar. Revista de Administra & ccdeilão da Universidade de São Paulo, v. 30, n. 3, 1995.

SHARMA, P. An overview of the field of family business studies: current status and directions for the future. Family Business Review, Boston, v.17, n.1, p.1- 35, mar. 2004.

TEIXEIRA, R. M; CARVALHAL, F. Sucessão e conflitos em empresas familiares: estudo de casos múltiplos em empresas na cidade de aracaju. Revista Alcance, v. 20, n. 3, p. 345-366, 2013.

VAN DER MERWE, S; VENTER, E; ELLIS, S M. An exploratory study of some of the determinants of management succession planning in family businesses. Management Dynamics, v. 18, n.4, 2009.

WARD, J. A sabedoria não convencional da empresa familiar. São Paulo, HSM Management n. 56, maio/junho 2006.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos, tradução Ana Thorell, revisão técnica Cláudio Damacena. 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.19177/reen.v11e2201888-112

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


R. eletr. estrat. neg.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1984-3372

Licença Creative Commons


REEN is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported .