AÇÕES SOCIOAMBIENTAIS PRATICADAS PELA INDÚSTRIA CALÇADISTA DO RIO GRANDE DO SUL

Nathally Karine Meyer, Cristiane Froehlich

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo verificar as ações socioambientais praticadas por empresas da indústria calçadista situadas nos Vales do Sinos e Paranhana no Rio Grande do Sul. A pesquisa classifica-se em descritiva, levantamento (survey), quantitativa e qualitativa. A coleta de dados foi realizada por meio de questionário, com 25 respondentes, sendo caracterizada uma amostra não probabilística. Os principais resultados demonstram que 48% das empresas respondentes praticam ações socioambientais, enquanto 48% planejam uma futura implantação. Vale ressaltar que todas as empresas realizam a destinação correta dos resíduos sólidos gerados e 84% reaproveitam a matéria prima.

 


Palavras-chave


Desenvolvimento Sustentável; Sustentabilidade; Socioambiental; Indústria Calçadista; Estratégia.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABICALÇADOS. Relatório setorial Indústria de Calçados Brasil. Novo Hamburgo: Associação Brasileira das Indústrias de Calçados. 2016.

ABREU, S. R.; BORGES, F. Q. Indicadores de sustentabilidade organizacional: estudo em um shopping center no Estado do Pará. Revista de Economia e Administração, v. 12, n. 4, p. 480-507, 2013.

ALENCASTRO, M. S. C. Empresas, ambiente e sociedade: introdução a gestão. Curitiba: InterSaberes, 2012.

ALVES, V. C.; BARBOSA, A. S. Práticas de gestão ambiental das indústrias coureiras de Franca-SP. Gestão da Produção, v. 20, n. 4, p. 883-898, 2013.

AMATO NETO, J. A era do ecobusiness: criando negócios sustentáveis. Barueri, SP: Manole, 2015.

APPOLINÁRIO, F. Metodologia da ciência: filosofia e prática da pesquisa. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2006.

BAARS, E. M.; KALINOWISK, T.; RUIZ, R. A Gestão da Sustentabilidade no Desenvolvimento de Coleção de Calçado. II Encontro de Sustentabilidade e Projeto - ENSUS, Santa Catarina, 2008.

BANKUTI, S. M. S.; BANKUTI, F. I. Gestão ambiental e estratégia empresarial: um estudo em uma empresa de cosméticos no Brasil. Gestão & Produção, v. 21, n. 1, p. 171-184, Mar., 2014.

BARBIERI, J. C. et al. Inovação e sustentabilidade: novos modelos e proposições. São Paulo: RAE – Revista Administração Eletrônica, v. 50, n. 2, p. 146-154, abr./jun., 2010.

BARBOSA, A. DE S.; ALVES, E. A.; BRAGA FILHO, H. Responsabilidade social empresarial na indústria de calçados paulista: uma análise dos pólos de Franca e Birigui. Revista brasileira de gestão e desenvolvimento regional, Taubaté, SP. V. 8, n.3, p. 183-197. Set. – Dez., 2012.

BARROS, A. J. da S.; LEHFELD, N. A. de S. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

BARROS, R. A. et al. Práticas de Sustentabilidade Empresarial no APL Calçadista de Campina Grande-PB: um estudo de caso. Revista Gestão Industrial, v. 6, n. 1, p.157-177, 2010.

BELLEN, H. M. V. Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

BINSWANGER, H. C. Fazendo a sustentabilidade funcionar. In: CAVALCANTI, C. (org.). Meio ambiente, desenvolvimento sustentável e políticas públicas. 3. ed. São Paulo: Cortez: Recife: Fundação Joaquim Nabuco, 2001.

BORATO, A. F. A relação entre responsabilidade social, sustentabilidade e qualidade de vida. Exposição da Universidade Tecnológica Federal do Praná Expo UT. Ponta Grossa, PR, 2011.

BRASIL. Agenda Ambiental na Administração Pública. Brasília: Ministério do Meio Ambiente. 2009.

CALANDRO, M. L.; CAMPOS, S. H. Arranjo Produtivo Local calçadista Sinos Paranhana: Relatório I. Porto Alegre: FEE - Relatório do Projeto Estudo de Aglomerações Industriais e Agroindustriais no RS, 2013.

CARLI, A. A. de. A educação ambiental como premissa inafastável à sustentabilidade do acesso à água potável: para as gerações presentes e futuras. In: FLORES, C. N. (Org.). A sustentabilidade ambiental em suas múltiplas faces. Campinas, SP: Millennium Editora, 2012.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA, R. da. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CINTRA, S. V. Os desafios da gestão feminina no setor calçadista de Franca (SP) sob o olhar do serviço social. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

COHEN, M. et al. Responsabilidade Socioambiental Corporativa como fator de atração e retenção para jovens profissionais. Brazilian Business Review, v. 14, n. 1, p. 21-41, 2017.

COMINI, G. et al. Melhores Práticas de Sustentabilidade Socioambiental no Planejamento Estratégico das Organizações: uma análise de apoio à decisão multicritério com expert choice. X Simpósio de Excelência e Tecnologia, 23, 24, 25 outubro, 2013.

COSTA, L. L. N.; MONTENEGRO, L. M. Responsabilidade Socioambiental: um estudo no Setor de Cerâmica Vermelha de Itabaiana, SE. Amazônia, Organizações e Sustentabilidade, v. 4, n. 2, p. 147-172, 2015.

DOMENICO, D. et al. Práticas de responsabilidade socioambiental nas empresas de capital aberto de Santa Catarina listadas na BM&FBovespa. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 14, n. 42, p. 70-84, 2015.

FERNANDES, C. C. et al. Desenvolvimento sustentável: a presença e importância do meio ambiente no cenário empresarial. II Encontro científico e II Simpósio de Educação. Lins, SP, 2009.

FERREIRA, B. S.; GUERRA, J. A. de P. Responsabilidade Socioambiental: um olhar sistêmico em uma organização estatal. 8º Congresso Brasileiro de Sistemas. Revista Gestão & Conhecimento, Poços de Caldas, MG, 2012.

FREITAS, C. E. L. de. Os parâmetros de qualidade da indústria calçadista: uma investigação da sua validade a partir do estudo de caso da calçados Zapata S.A. 123 f. Dissertação (apresentada para obtenção do Grau Mestre) - Escola Brasileira de Administração Pública, Rio de Janeiro, 2002.

FROEHLICH, C. O desenvolvimento da capacidade de inovação para alcançar a sustentabilidade empresarial: estudos de caso na Artecola e no Hospital Mãe de Deus. Tese (doutorado em Administração) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos. Programa de Pós-Graduação em Administração, São Leopoldo, RS, 2014.

FROEHLICH, C.; BITENCOURT, C. Sustentabilidade empresarial: um estudo de caso no Hospital Mãe de Deus. Sustentabilidade em Debate, v. 6, n. 3, p. 116-130, set/dez., 2015.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HANSEN, G. L. A sociedade de consumo e o paradoxo da proteção ambiental. In: FLORES, C. N. (Org.). A sustentabilidade ambiental em suas múltiplas faces. Campinas, SP: Millennium Editora, 2012.

JACQUES, J. Estudo de Iniciativas em Desenvolvimento Sustentável de Produtos em Empresas Calçadistas a Partir do Conceito Berço ao Berço. 322 f. Tese (Pós-graduação em engenharia de produção) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

MAGNAGO, P. F.; AGUIAR, J. P. O.; PAULA, I. C. de. Sustentabilidade em desenvolvimento de produtos: uma proposta para a classificação de abordagens. Revista Produção Online. Florianópolis. v. 12, n. 2, p. 351-376, abr./jun., 2012.

MELO NETO, F. P. de; FROES, C. Gestão da responsabilidade social corporativa: o caso brasileiro da: filantropia tradicional à filantropia de alto rendimento e ao empreendedorismo social. Rio de Janeiro, RJ: Qualitymark, 2001.

MUNCK, L.; MUNCK, M. M.; SOUZA, R. B. de. Sustentabilidade Organizacional: a proposta de uma framework representativa do agir competente para seu acontecimento. XXXV Encontro da ANPAD. Rio de Janeiro, 4 – 7 setembro, 2011.

MUNCK, L.; SOUZA, R. B. de. Responsabilidade Social Empresarial e Sustentabilidade Organizacional: a hierarquização de caminhos estratégicos para o desenvolvimento sustentável. Revista Brasileira de Estratégia, Curitiba, v. 2, n. 2, p. 185-202, 2009.

OLIVEIRA, G. B. de; SOUZA-LIMA, E. de. O desenvolvimento sustentável em foco: uma contribuição multidisciplinar. São Paulo: Annablume, 2006.

OLIVEIRA, M. de. A Produção Mais Limpa Como Ferramenta de Gestão Ambiental Para as Indústrias do Município de Juiz de Fora. 88 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia) – Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG, 2006.

OLIVEIRA, M. M. de. Como fazer projetos, relatórios, monografias, dissertações e teses. 5. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

OLIVEIRA, M. C. de et al. Comunicação de Responsabilidade Socioambiental na Missão, Visão e Valores de Empresas da MB&FBovespa de da Fortune 500. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 19, n.2, 2016.

PADIA, C. et al. A importância de projetos sustentáveis para o desenvolvimento das organizações. VII Seminário Estadual de Engenharia Mecânica e Industrial. 3ª Semana Internacional das Engenharias da FAHOR. Horizontina, RS. 16 à 18 de outubro, 2013.

PHILOMENA, A. L. O imperativo humano – ou, como fica a questão populacional no desenvolvimento sustentável? In: Becker, D. F. (org.). Desenvolvimento sustentável necessidade e/ou possibilidade?. Santa Cruz do Sul, RS: EDUNISC, 1997.

PLENTZ, N. D.; TOCCHETTO, M. L. O Ecodesign na Indústria de Calçados: proposta para um mercado em transformação. Revista do Centro do Ciências Naturais e Exatas - UFSM, Santa Maria. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental – REGET, v. 18, n. 3 Set- Dez, p.1022-1036, 2014.

PONTES, A. V. V. et al. Responsabilidade social como estratégia de relacionamento com o colaborador: um estudo à luz da percepção da gerência de recursos humanos. XII Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, Resende, RJ. 28 à 30 de outubro, 2015.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo/RS: Feevale, 2013.

RIBEIRO, P. E. C. D.; PALACIOS, K. E. P.; FERREIRA, T. V. A. Responsabilidade Socioambiental nas Organizações: uma Medida de Práticas Organizacionais e Endosso dos Trabalhadores. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 9, n. 1, p. 36-50, 2015.

REIS, L. B. dos et al. Energia, recursos naturais e a prática do desenvolvimento sustentável. 2. ed. Barueri, SP: Manole, 2012.

RUFINO, S.; AMATO NETO, J.; COSTA, R. P. da. Economia solidária e sustentabilidade. In: NETO, J. A. (org.). Sustentabilidade & produção: teoria e prática para uma gestão sustentável. São Paulo: Atlas, 2011.

SACHS, J. D. A era do desenvolvimento sustentável. Lisboa – Portugal: Conjuntura Actual Editora, 2017.

SABONARO, D. Z. et al. A Incorporação da Gestão Socioambiental na Estratégia Competitiva: Um Estudo de Caso no Setor Sucroalcooleiro. Desenvolvimento em Questão, v. 15, n. 38, p. 319-342, 2017.

SANTOS, M. O. Responsabilidade Ambiental nas Organizações: a busca pelo diferencial competitivo. Revista de Iniciação Científica Cairu, Barris Salvador, BA, 2015.

SILVA, K. R. T. da et al. Meio Ambiente e Responsabilidade Social nas Empresas. II Encontro Científico e II Simpósio de Educação Unisalesiano. Lins-SP, 28 – 31 Out., 2009.

SOUSA FILHO, J. M.; BARBIERI, J. C. Estratégia socioambiental baseada em recursos e ambiguidade causal. Revista de Administração de Empresas, v. 55, n. 6, p. 699-711, 2015.

STADLER, A.; MAIOLI, M. R. Organizações e desenvolvimento sustentável. Curitiba: InterSaberes, 2012.

VEIGA, J. E. da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.

VIEGAS, C.; FRACASSO, E. M. Capacidade tecnológica e gestão de resíduos em empresas de calçados do Vale do Sinos: estudo de dois casos. Rev. Adm. Contemp, Curitiba, v. 2, n. 2, p. 41-62, Aug. 1988.




DOI: http://dx.doi.org/10.19177/reen.v11e22018219-247

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


R. eletr. estrat. neg.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1984-3372

Licença Creative Commons


REEN is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported .