Utilização de pinos intraradiculares

Bruna Miorando, Alef Vermudt, Janaina Salomon Ghizoni, Jefferson Ricardo Pereira, Saulo Pamato

Abstract


A restauração ideal de um dente compreende devolver a função, a estética e a preservação do remanescente dentário, contudo, um sistema retentor que atenda às necessidades endodônticas e proporcione uma adesão adequada é um dos maiores desafios da odontologia restauradora. Há um aumento do uso clínico de pinos de fibra de carbono e de vidro, pois além de não sofrerem corrosão, permitem um preparo conservador do tecido dental e apresentam um bom resultado estético. Além disso, se comparado com os núcleos metálicos fundidos, esses sistemas de pinos intra-radiculares de fibra diminuem o tempo clínico e não precisam do laboratório de prótese para a fabricação. Em dentes extensamente destruídos a restauração convencional tem se mostrado insatisfatórias quando comparadas a próteses de coroa total, nesses casos faz-se necessário algum tipo de retenção intra-canal como pinos e núcleos com cimentação de coroa artificial. O sistema de pinos-núcleos fundidos metálicos foram os mais populares sendo considerado “padrão ouro”, devido aos percentuais de sucesso superior. São considerados ideais pela resistência e versatilidade. Os pinos pré-fabricados metálicos ou de fibra, tanto cônicos como paralelos oferecem boas retenção para restauração coronária, porém os paralelos já estão em desuso. Os pinos de fibra de vidro, por serem um tanto frágeis são recomendados em casos com mais de 50% de remanescente, quantidade recomendada também para pinos cerâmicos. Também em relação ao uso de pinos pré-fabricados, ressaltam que o diâmetro do conduto e do canal deve ser compatível, já que a dentina remanescente não deve ser diminuída a ponto de reduzir a resistência da raiz. Definitivamente deve-se considerar a quantidade de estrutura mineralizada e a possibilidade de abraçamento cervical de pelo menos 2mm cervical ao núcleo. Este efeito de abraçamento que muitos trabalhos sugerem aumenta a resistência do remanescente, preserva a integridade do selamento marginal e reduz o estresse na junção cemento núcleo. Sendo assim, todos e qualquer sistema podem apresentar ótimos resultados, desde que usados conforme sua indicação e bom senso em cada caso, respeitado comprimento e diâmetro ideais conservando ao máximo a estrutura dentária.

 PALAVRAS-CHAVE: Pinos intrarradiculares. Pinos de fibra de vidro. Pinos pré-fabricados.




DOI: http://dx.doi.org/10.19177/jrd.v6e1201816-22

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Journal of Research in Dentistry, University of Southern of Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2317-5907

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.