Representações de conceitos de linguagem, ensino e aprendizagem e de papéis no discurso de professores de inglês recém-formados

Luciane Kirchhof Ticks

Resumo


Este artigo discute as representações de alunos recém-formados em Letras/Inglês acerca de suas concepções de linguagem, de ensino e aprendizagem e do curso universitário no qual completaram seus estudos. As representações reúnem o conhecimento construído pelos indivíduos e expressam o controle que eles têm sobre o mundo que os cerca (FAIRCLOUGH, 2003, p. 28). Desse modo, discuto o conjunto de significados construídos sócio-historicamente pelos professores de inglês em serviço. Para analisar tais representações, utilizo a Análise Crítica do Discurso (FAIRCLOUGH, 2003) e a Gramática Sistêmico-Funcional (HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2004). Embora tenhamos identificado algumas contradições conceituais que indicam que os professores estão em processo de “digestão” desses conceitos, a análise demonstra que os participantes, via de regra, são capazes de construir concepções contemporâneas de linguagem e de ensino e aprendizagem.

Palavras-chave


Análise crítica do discurso; Gramática sistêmico-funcional; Formação de professores; Representação

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.