ANÁLISE DISCURSIVA DE “GOVERNO COLOCA IDEOLOGIA DE GÊNERO NO ENEM” DO PASTOR SILAS MALAFAIA: DISCURSO POLÍTICO, DA NATUREZA E DE ÓDIO

Letícia Jovelina Storto, Reinaldo César Zanardi

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar, segundo a Análise do Discurso, o texto do vídeo “Governo coloca ideologia de gênero no Enem”, do pastor Silas Malafaia. O vídeo foi publicado na página oficial do religioso no Facebook e em seu canal no YouTube, em novembro de 2015, por conta da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A polêmica, na prova, foi gerada a partir de uma questão (a de número 05), a qual abordou uma frase da escritora francesa Simone de Beauvoir, “ninguém nasce mulher: torna-se mulher”. No texto do pastor, emergem traços discursivos significativos, o discurso da natureza, o discurso político e o discurso de ódio. O discurso da natureza atesta que o gênero é determinado pelo sexo biológico, ou seja, pelos genitais masculino e feminino; enquanto o discurso político atribui a destruição de valores da família à esquerda e ao Governo Federal, com propaganda eleitoral para grupos conservadores de direita; já o discurso de ódio é manifestado na qualificação dos partidários da esquerda e no ensejo para que eles sejam aniquilados da política brasileira.


Palavras-chave


Análise do discurso; discurso religioso; mídia.

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.