Notícias

CHAMADA GERAL

 

Dossiê: A formação dos profissionais de Educação Infantil

Organizadoras

Lenira Haddad – Universidade Federal de Alagoas – UFAL (lenirahaddad@gmail.com)

Maria Assunção Folque - Universidade de Évora – Portugal (mafm@uevora.pt)

Márcia Buss-Simão – Universidade do Sul de Santa Catarina – PPGE-UNISUL (marcia.simao@gmail.com)

 

A proposta deste dossiê é reunir pesquisas e ensaios que abordam tendências teóricas e práticas que fundamentam a formação da docência para a educação infantil. A formação inicial para professores da educação infantil passou a ocupar um lugar mais proeminente na pauta de discussão da agenda política e educacional do sistema brasileiro de educação, a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Brasil, 1996). No entanto, só ganhou inserção instituicional em 2006 com a aprovação das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia (Resolução CNE/CP nº 1, de 15 de maio de 2006) que consolida a formação da docência na Educação Infantil no Curso de Pedagogia. Passado mais de uma década de implementação dessas Diretrizes, indaga-se se o reconhecimento da especificidade da configuração do campo profissional e do trabalho educativo com as crianças pequenas está garantido.

De acordo com o Censo Escolar de 2016, o Brasil conta com quase 170 mil instituições de educação infantil regulamentadas, que atendem 8 milhões de crianças de 0 a 5 anos sob a responsabilidade de 518 mil professores de educação infantil. Esses números colocam grande responsabilidade na formação em Pedagogia. Esse campo de conhecimento está preparado para formar profissionais para atuarem como professores e professoras de educação infantil? Como essa formação está sendo oferecida? Os processos formativos correspondem às especificidades do trabalho educativo com as crianças pequenas? Quais as tendências teóricas que fundamentam a formação da docência para a educação infantil? Quem forma o docente dos cursos de Pedagogia que formam os/as professores/as de educação infantil?

As reflexões em torno do campo profissional e da formação inicial para a educação infantil se enriquece com contributos de outras realidades. Nesse sentido, esta chamada se estende também a pesquisadores de outros países.

Serão aceitos artigos dentro das seguintes temáticas: a) o currículo dos Cursos de Pedagogia relativamente à educação infantil, incluindo mudanças e permanências nos currículos a partir da aprovação das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia em 2006; b) o perfil do/a professor/a de educação infantil e a formação inicial; c) infância, crianças e as especificidades de sua educação na formação inicial; d) as contribuições advindas de diferentes áreas do conhecimento que fundamentam a formação inicial; e) as contribuições da arte e das linguagens expressivas no percurso de formação docente; f) a escuta das crianças e a contribuição das pesquisas com crianças na formação do/a professor/a de educação infantil.

Do envio dos textos: a postagem das submissões poderá ser feita individualmente por autor, mediante seu cadastro na Revista Poiésis, marcando a opção AUTOR. O responsável pela postagem fará constar em informações ao Editor (item constante durante o processo de submissão) a informação: Texto referente ao dossiêA formação dos profissionais de Educação Infantil.

Do prazo para postagem das submissões: até 31/01/2018. Somente serão avaliados para essa temática os textos enviados até essa data. Textos enviados fora do prazo poderão ser avaliados dentro do fluxo normal da Revista.

Da publicação: O dossiê tem previsão de publicação para o primeiro semestre de 2018.

Das instruções para os autores:  A Revista Poiésis é uma revista avaliada com Qualis Capes B2 na área da Educação. As diretrizes para autores poderão ser vistas no link a seguir: http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Poiesis/about/submissions#authorGuidelines

 
Publicado: 2017-11-08
 
1 a 1 de 1 itens