A FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO DOS PROFISSIONAIS ATUANTES NOS CENTROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO INFANTIL: ESTUDO DE CASO NA CIDADE DE CURITIBA

Rozane Marcelino de Barros, Cristina Carta Cardoso de Medeiros

Resumo


O presente texto objetiva discutir, entre os aspectos teóricos, o estado da arte da produção científica sobre o tema e os aspectos práticos exemplificados em um estudo de caso, a formação continuada em serviço de professores que atuam na educação infantil. Percebe-se que a partir do momento em que legalmente passa a ser assumida por secretarias de educação, esta etapa da educação básica e seus agentes, suscitam a preocupação de gestores com relação à formação inicial e continuada em serviço, preocupação esta que é externada em referenciais curriculares, documentos oficiais e políticas de governo, mas que, segundo dados colhidos no campo empírico de um estudo de caso, tem um caminho a percorrer para sua efetivação. Tal reflexão é significativa no sentido de auxiliar a elaboração de saberes sobre as práticas escolares e para a estenografia de um habitus professoral da educação infantil.


Palavras-chave


Educação Infantil; formação continuada em serviço; práticas escolares; habitus professoral.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v8e142014468-487

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED