Moças invadindo o espaço masculino: a Escola Técnica da Sociedade de Assistência aos Trabalhadores do Carvão nos anos de 1970

Jucélia da Silva Abel, Giani Rabelo

Resumo


A Sociedade de Assistência aos Trabalhadores do Carvão (SATC) foi criada em 1959, por iniciativa da Indústria de Extração de Carvão Mineral da Região Carbonífera de Santa Catarina, para atender os trabalhadores do carvão, tanto no campo assistencial, quanto no campo de assistência educacional, para qualificar mão de obra para o mercado de trabalho. Somente em 1975 foi que a Escola abriu suas portas para a inserção de mulheres, num espaço, até então, predominantemente masculino. Este estudo objetivou investigar a presença das primeiras alunas que ingressaram nos cursos técnicos da SATC no início da década de 1970, a partir das memórias de quatro ex-alunas, de três gestores e um professor, bem como dos documentos oficiais do acervo da SATC e dos recortes de jornais da época.

Palavras-chave


Escola Técnica; Gênero; Memória

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v5e0201233-47

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED