As relações de gênero na escolha da profissão do magistério no município de Tubarão-SC

Tânia Mara Cruz, Fabrícia Machado Fernandes, Amanda Menger

Resumo


O presente artigo tem o intuito de discutir as relações de gênero a partir de relatos de professores (as) da Educação Básica do município de Tubarão-SC. A pesquisa foi realizada com 10 professores (as) pertencentes à rede pública municipal e estadual de educação no âmbito da Educação Básica. Os dados, coletados por meio de entrevistas individuais semiestruturadas realizadas em novembro de 2011, fizeram parte de um projeto maior sobre as condições do trabalho docente em Santa Catarina , mas dada a possibilidade analisá-los observando as interseções entre gênero, docência e escolha profissional, produziu-se este trabalho. Os eixos sobre os quais se deram as análises pautaram-se nos fatores intrínsecos que podem ser definidos, como a vocação, transmissão de valores, função social do professor, gosto pela profissão e pelas crianças, e os fatores extrínsecos, como os aspectos econômicos ou a falta de opção que levaram a escolher o magistério como profissão.

Palavras-chave


Relações de Gênero; Escolha profissional; Docência; Educação Básica

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v5e0201248-77

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED