A música no ensino da arte: relações entre linguagens ou interdisciplinaridade?

Édina Regina Baumer

Resumo


Desde a aprovação da Lei 11.769 em 2008 e a consequente alteração da LDB 9.394/96, em seu artigo 26, muitas discussões acontecem em torno das possibilidades de inserir a música na escola. Ao contatar professores de Arte e acadêmicos de licenciatura em Artes Visuais e Pedagogia, muitas vezes percebem-se a polêmica e a dúvida: a música deve ser mais uma disciplina nos diversos níveis da Educação Básica? Que professor está habilitado para ensinar música? As escolas deverão contratar professores de música e adquirir instrumentos musicais para atender a lei da obrigatoriedade da música na escola? O presente trabalho mostra um pouco destas preocupações, registradas em alguns trabalhos de conclusão de curso, cujas temáticas levam a refletir sobre as hipóteses de entender o ensino da música como um trabalho de relações entre linguagens ou como um processo de interdisciplinaridade.

Palavras-chave


Música; Disciplina de Arte; Educação Básica

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v5e02012161-175

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED