EDUCAÇÃO PARA RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E SEUS DESDOBRAMENTOS HISTÓRICOS: OS DISCURSOS SOBRE OS NEGROS NO LIVRO DIDÁTICO DE HISTÓRIA DO BRASIL “NOSSA PÁTRIA” DE ROCHA POMBO

Cristina Carla Sacramento, Laerthe de Moraes Abreu Jr.

Resumo


Este trabalho toma como ponto de partida a Lei 10.639/03 que estabelece a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Africana e Afro-Brasileira nas Instituições de Ensino e volta-se para o início do século XX para entender como os negros eram tratados nos livros didáticos daquela época, um período em que se consolidou no país uma legislação para tais materiais escolares. No mesmo tempo, com o declínio das teorias raciais no Brasil, pretendia-se criar uma nação onde todos os brasileiros tivessem uma identidade comum. O objeto de investigação é o livro de História do Brasil “Nossa Patria: narração dos factos da História do Brasil, atraves da sua evolução com muitas gravuras explicativas”, de Rocha Pombo (1925) cuja publicação se fez muito forte na escolarização na primeira metade do século XX.


Palavras-chave


Negros; Livros Didáticos; Educação Étnico-Racial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v8e132014248-264

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED