O SUJEITO COM SÍNDROME DE ASPERGER NA ESCOLA COMUM: ALGUMAS REFLEXÕES

Mndª Vilmara Mendes Gonring (PPGE/UFES)

Resumo


O presente trabalho discute, brevemente, acerca da presença de sujeitos com Síndrome de Asperger na escola comum sob a ótica dos desafios e possibilidades que devem ser levados em consideração por toda a comunidade escolar. Tomando como base alguns pressupostos da abordagem histórico-cultural de Vigotski (1994, 2000), infere-se que o trabalho pedagógico, não apenas com discentes com deficiência, mas também com todos os sujeitos do sistema comum de ensino, deve ter como ponto de partida e de chegada a inovação e o empenho na mudança de postura docente, na criação e na transformação cultural e social e na valorização do sujeito como ser cognoscente.


Palavras-chave


Síndrome de Asperger; Educação Inclusiva; Escola Comum.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v7e112013113-124

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED