BULLYING E PRECONCEITOS ÉTNICO-RACIAIS

Elise Helena Morais Batista

Resumo


Bullying é um tipo de violência que se faz cada vez mais presente em debates educacionais. O estudo objetiva problematizar o fenômeno a partir de uma análise crítica que o relaciona às diferenças. Para tanto, buscou ouvir os alunos em relação às suas experiências e vivências do cotidiano escolar. Foram observadas aulas de Educação Física de sextos anos de uma escola estadual de Campinas (SP), com registros realizados em Diário de Campo. Estes registros fundamentaram a formação de um Grupo Focal com quinze alunos. A escolha metodológica teve como objetivo ouvir os alunos a respeito da convivência escolar para posteriormente analisar o bullying. Com os dados colhidos, foi possível observar que os preconceitos étnico-raciais estão presentes nas relações entre os alunos. A partir desses dados, o presente artigo se propõe a uma reflexão sobre os preconceitos étnico-raciais a partir da fala dos alunos, problematizando o fenômeno bullying nesse contexto.

Palavras-chave


Bullying; Escola; Juventude; Preconceitos étnico-raciais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v7e122013302-323

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED