O CASAMENTO E A RECIPROCIDADE NAS RELAÇÕES SEXUAIS EM KANT

Berta Rieg Scherer

Resumo


O objetivo deste trabalho é desenvolver uma reflexão acerca do casamento e o conceito de reciprocidade nas relações sexuais com base na teoria moral e de ação kantiana. Entre outras questões objetiva-se responder o que caracteriza a moralidade de uma relação sexual, ou seja, quando uma relação sexual constitui-se como uma ação moral. Pretende-se mostrar que, para Kant, o casamento é uma condição necessária, mas não suficiente para que a relação sexual constitua-se como uma ação moral. Também nos referimos ao entendimento de Kant sobre a mulher e as implicações que decorrem dessa visão em relação a sua teoria moral.

Palavras-chave


Kant; relação sexual; casamento e moralidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v7e122013407-429

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED