O PROCESSO DE INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR: ENCONTROS E DESENCONTROS DOS SUJEITOS QUE PARTICIPAM DESTE PROCESSO

Fabiano Furlan, Sônia Maria Ribeiro

Resumo


O estudo em questão foi desenvolvido em uma universidade catarinense. O objetivo foi investigar o processo de inclusão de estudantes com necessidades especiais (NE) da matrícula ao acolhimento em sala de aula. A amostra teve a seguinte composição: um gerente da Central de Atendimento Acadêmico da instituição, três professores/chefes de departamento e três acadêmicos com deficiências. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas semiestruturadas, e a análise de dados a partir de abordagem qualitativa. Os dados revelam a iniciativa da universidade em identificar os acadêmicos com NE logo no ato da matrícula. A postura dos chefes de departamento alternou, indo da isenção de responsabilidades à participação ativa no processo de inclusão. Os acadêmicos manifestam a disposição de participarem do processo de inclusão na universidade.

Palavras-chave


Inclusão; Ensino Superior; Necessidades Especiais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v9e162015384-398

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED