ANÁLISE DA POLÍTICA DE EXPANSÃO UNIVERSITÁRIA: UM DISPOSITIVO DE REGULAÇÃO DOS MODOS DE VIVER DO JOVEM BRASILEIRO

Leandra Boer Possa, Maria Inês Naujorks

Resumo


O texto analisa como os discursos sobre a formação em nível superior, no presente, constituem-se em modos de subjetivação dos jovens brasileiros. Toma como materialidade de análise o Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades – REUNI. A problemática está contextualizada em alguns relatórios da Organização Para Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE, que traçam um diagnóstico da educação superior, balizando a formulação de políticas educacionais como, por exemplo, a que formulou o REUNI. As noções de dispositivo político e de governamentalidade incrementam a discussão. Concluindo, pode-se afirmar que o REUNI se constitui em uma estratégia que tem como meta subjetivar um modo de produtividade empreendedora para os jovens brasileiros já que ordena, normatiza, faz o controle do risco social e gerencia individualidades.


Palavras-chave


Ensino Superior; REUNI; Governamentalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v9e162015249-260

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED