A POSTURA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR NO CAMPO DA VIOLÊNCIA ESCOLAR

Rosa Maria Bortolotti de Camargo, Rosane Carneiro Sarturi

Resumo


Este artigo é resultado de uma pesquisa bibliográfica de aporte qualitativo que utiliza o exemplo do funcionamento do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) para abordar a dimensão simbólica da violência escolar. Seu objetivo é o de refletir em torno da temática da violência escolar, tendo como foco a relação entre professor e aluno, no que diz respeito à postura pedagógica em sala de aula. As experiências PIBID ocorreram em escolas que recebem crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social e são estigmatizados como violentos. O referencial teórico baseia-se em autores que tratam do tema da violência escolar, sendo alguns destes: Abramovay (2003), Casanova (2011), Bourdieu e Passeron (1970) entre outros. A perspectiva é a de debater, através de uma análise crítica sobre a postura pedagógica nas escolas, como o perfil do professor pode desenvolver ou prevenir certas situações de violência no espaço escolar. Consideramos que posturas pedagógicas ditas como tradicionais tendem a reforçar situações e condições de violência, sejam elas físicas, verbais ou simbólicas entre professor e aluno, bem como entre alunos e alunos. De outro lado, posturas versadas para o sócio-construtivismo, baseadas no diálogo, na escuta sensível e na busca por atividades que promovam a ludicidade dentro da escola, vêm contribuindo para um clima escolar mais saudável e, consequentemente, menos violento.


Palavras-chave


Violência escolar; Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência; Método pedagógico tradicional; Le bouce émissaire; Método pedagógico sócio construtivista.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v11e202017451-470

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED