A escola na formação do pensar através das mídias na perspectiva da teoria de Pierre Bourdieu

Lauro Roberto Lostada

Resumo


A escola vem se apresentando, desde suas origens mais remotas, como uma poderosa máquina de reprodução das estruturas sociais, lógicas e epistemológicas das classes dominantes, consolidando um quadro de exclusão e de classificação tal que possibilita a manutenção dessas estruturas como unidades estruturantes da sociedade e das relações que se estabelecem em torno dela. Sob esta perspectiva crítica é que esta pesquisa pretende explorar o pensamento do sociólogo francês Pierre Bourdieu, analisando os fundamentos da sociedade e o impacto das tecnologias sob a formação dos sujeitos, com o objetivo de fornecer elementos para a construção de um projeto pedagógico emancipatório que viabilize o desmascaramento dessas relações naturalizadas em torno da escola, possibilitando a formação de uma nova maneira de pensar a educação.

Palavras-chave


Reprodução Social; Escola; Mídia-Educação; Habitus; Emancipação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v4e82011393-401

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED