ASPECTOS DE UMA EPISTEMOLOGIA DA EDUCAÇÃO AO LONGO DA VIDA: UMA NOVA ORDEM EDUCATIVA

Neide Pena Cária, Juliana Coutinho Pereira Alves

Resumo


O postulado de educação ao longo da vida, como um dos pilares da construção dos sistemas educacionais em nível global, é definido pela UNESCO como paradigma de uma nova proposta de educação para a pós-modernidade, originada dos debates dos anos de 1970, e materializados no relatório dirigido pelo primeiro ministro da educação Edgar Faure (1972). Foi retomada na década de 1990, em um contexto de auge do desenvolvimento tecnológico e de reformas econômicas e mudanças culturais. O objetivo deste trabalho foi compreender a origem, as ideias e ideais que fundamentam o propósito da Educação ao longo da vida e os discursos que dela se originam. Procura mostrar alguns aspectos desse conceito, buscando identificar e apontar qual é o seu lugar, no que se refere à Educação nos âmbitos da formação para a vida (perspectiva humanista) e para trabalho (perspectiva instrumental).

Palavras-chave


Educação ao longo da vida; Lifelong learning; Nova ordem educativa. Cidadão aprendente; Educação permanente.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v12e222018471-488

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED