Entre a escola e a vida: desafios da ética de si para a experiência formativa

Pedro Angelo Pagni

Resumo


Este ensaio discute a relação entre a vida e a escola. Em oposição às perspectivas teóricas que defendem uma possível conciliação entre vida e escola, evidenciamos a tensão existente entre essas duas esferas, ao analisarmos os temas da experiência com o nascimento, a morte e a diferença, e assinalamos que a sua reflexão convida aos sujeitos da práxis pedagógica a uma atitude ética de cuidado para com o outro, para consigo e para garantir que o outro cuide do cuidado de si mesmo. Tendo como referência o pensamento de Arendt e Foucault, entendemos que a vida ultrapassa os saberes e práticas escolares, oferecendo-nos o que pensar na práxis educativa e fazendo com que os sujeitos dessa práxis aprendam a se localizar entre a escola e a vida, em busca de novos sentidos para eles e de certa resistência ao existente enquanto se transformam a si próprios. Assim, procuramos oferecer aos educadores alguns dos problemas da vida que atravessam a práxis educativa, que repercutem em sua experiência e os fazem pensar sobre aquilo que lhes resta.

Palavras-chave


Arte de viver; Experiência; Infância e acontecimento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v4e72011128-144

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED