A LITERATURA ESCRITA POR INDÍGENAS: TEXTUALIDADES E REPRESENTAÇÕES IMAGÉTICAS

Rosa Maria Cuba Riche

Resumo


Cresce a cada dia o interesse pelo estudo das textualidades indígenas. Da tradição oral para a escrita, essas narrativas têm sido resgatadas pelos indígenas brasileiros na tentativa de preservá-las não só no idioma nativo, mas também na língua Portuguesa. Três obras ajudam a pensar as peculiaridades e os caminhos traçados por essa escrita: O livro das árvores (1997), da Organização dos professores Ticuna; Histórias de índio (1996) e Vozes ancestrais: 10 contos indígenas (2016), de Daniel Munduruku. Todas consideradas Altamente Recomendáveis pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. As relações entre texto e ilustração ajudam a pensar essas narrativas multimodais, bem como o processo de retextualização do oral para a escrita e as marcas características da multiplicidade de gêneros presentes nessas obras.


Palavras-chave


Textualidades Indígenas; Retextualização; Imagem

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v12e02018118-135

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED