A escola pública mineira e os rituais cívicos na Era Vargas (1930‐1945): um processo de reconstrução da identidade nacional brasileira

Márcio Fagundes Alves

Resumo


Neste texto procura‐se analisar o projeto de edificação de uma cultura escolar que contribuiu para a manifestação e consolidação de um ideário de nação que emergiu, sob a égide da industrialização e do desenvolvimentismo, como estrutura social instituidora de um espectro civilizatório, consonante com a perspectiva iluminista de construção do sujeito moderno. Para dar conta disso, tomou‐se por enfoque a escola pública mineira na Era Vargas como um espaço social inculcador e forjador de uma “nova identidade brasileira”, identidade esta que deveria estar coadunada com os princípios políticos, econômicos, sociais e culturais de um estado ditatorial, alicerçado num projeto nacionalista e desenvolvimentista.

Palavras-chave


Era Vargas; Nova identidade brasileira; Projeto nacionalista e desenvolvimentista

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v1e22008148-163

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED