A INVISIBILIDADE DAS MULHERES NEGRAS NO ENSINO SUPERIOR

Renata Gonçalves

Resumo


A pesada herança da escravidão negra e a ausência de políticas no pós-escravidão deixaram resquícios em toda a sociedade brasileira: negros e negras ficaram à margem do projeto que se erguia. Uma das áreas de mais difícil acesso foi a da educação que, após muitas lutas, vem paulatinamente sendo um espaço de inserção, sobretudo por meio de políticas afirmativas. Este artigo examina a ausência de docentes negros e negras no Ensino Superior no Brasil, em especial as mulheres negras. Conclui que é preciso avançar mais para combater a violência racial estruturante do ambiente acadêmico para a construção de uma universidade mais plural e democrática.


Palavras-chave


Mulheres negras; Racismo; Educação; Ensino Superior.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v12e222018350-367

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED