A PRÁTICA PEDAGÓGICA DO FUTEBOL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOB UMA PERSPECTIVA DE GÊNERO

João Fabrício Guimara Somariva, Tânia Mara Cruz

Resumo


Esta pesquisa-intervenção propôs-se a analisar um caminho didático-pedagógico que articulasse o trato do conteúdo futebol com uma postura coeducativa. A fundamentação teórica pautou-se pela pedagogia histórico-crítica (SAVIANI, 2005), pelos estudos de Gasparin (2003) sobre os aspectos didáticos desta pedagogia, e por Castellani Filho et al. (2009) que, por meio da proposta crítico-superadora trouxeram, para a Educação Física, a concepção de ensino proposta por Saviani. Para tanto, foi observado um programa de aulas de futebol em um sexto ano do ensino fundamental de uma escola pública de Cocal do Sul – SC. Para registro das aulas utilizou-se gravação em vídeo e em áudio, complementadas por anotações em um diário de campo. Os resultados demonstraram que as relações de gênero entre adolescentes, durante a prática pedagógica do futebol, são hegemonicamente masculinas, mas após vivenciarem a problematização da experiência coeducativa, novas alternativas de sociabilidade e aprendizagem podem surgir, questionando a generificação ali presente.


Palavras-chave


Educação Física; Relações de Gênero; Futebol.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v12e222018389-409

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED