Do literário ao filosófico: por uma possível leitura de Voltaire

Dalva Aparecida Garcia

Resumo


O desenvolvimento da razão instrumental e o uso da técnica transformaram o perfil do homem, da natureza e das suas relações com a arte e a cultura. Promover a análise do estatuto epistemológico do chamado processo de emancipação da racionalidade e a reflexão desse processo implica repensar as intrínsecas relações entre literatura, filosofia e interpretação e, consequentemente, as relações entre ética, política e liberdade. Nesse sentido, o artigo visa percorrer os labirintos da concepção de modernidade, em seu universo de luzes e sombras, recorrendo-se à análise de alguns contos de Voltaire com o objetivo de explorar o universo conceitual que coloca a razão diante do espelho da modernidade e resgatar a escrita literária como forma de escapar das amarras dos sistemas filosóficos fechados e dogmáticos. A hipótese fundamental do texto é que a aproximação entre filosofia e literatura permite encontrar rastros para a reflexão da filosofia e de seu ensino.

Palavras-chave


Voltaire; Literatura; Racionalidade; Ensino de filosofia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v4e020114-23

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED