Energia: um conceito presente nos livros didáticos de Física, Biologia e Química do ensino médio

Maria Cristina Pansera de Araújo, Sandra Nonenmacher

Resumo


As Ciências da Natureza, como área de conhecimento do Ensino Médio, vem sendo questionadas quanto aos conhecimentos produzidos, aos conceitos abordados durante a vivência escolar e as metodologias de ensino. Propostas metodológicas interdisciplinares envolvendo alguns conceitos científicos são foco de debate em grupos de pesquisa de educação nas ciências. Energia é um tema do ensino de Biologia, Física e Química, cujo significado parece diferenciar-se em cada área, o que pode criar obstáculos epistemológicos na aprendizagem dos estudantes. Para identificar as diferenças, realizou-se uma pesquisa nos seis livros didáticos destas disciplinas mais citados pelos professores de 12 escolas, da microrregião de Ijuí-RS. Essa análise revelou conceituações fragmentadas, diversificadas e distanciadas, como se cada área fosse “dona de uma energia” própria. No contexto mundial, o estudo da energia é fundamental, na Educação Básica, para uma formação cidadã crítica, pois o seu manejo pelos seres humanos precisa considerar os princípios de conservação, transformação e transferência na preservação ambiental. Neste sentido, é preciso ampliar a compreensão conceitual dos estudantes, para que participem de maneira mais ativa na construção de soluções demandadas pelos problemas ambientais.

Palavras-chave


Desenvolvimento de currículo; Formação de professores; Ensino-aprendizagem; Educação Básica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v2e320091-13

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED