AS ANDANÇAS E OS DESAFIOS À AMBIENTALIZAÇÃO CURRICULAR

Ivana Marcomin, Gilmar Pezzopane Plá, Fatima Elizabeti Marcomin

Resumo


O texto é um recorte da pesquisa realizada em uma universidade do estado de Santa Catarina sobre ambientalização curricular. Indícios de ambientalização da Rede ACES e estudos de universidades latino-americanas e brasileiras, com emprego do software MAXQDA nos Projetos Político Pedagógicos dos cursos e Planos de Ensino de disciplinas sustentam a pesquisa. O objetivo foi discutir como ocorre essa inserção à luz de uma formação crítica, transformadora e emancipatória. Alguns dos resultados apontam para a dificuldade de inserção da temática ambiental, da sustentabilidade e da Educação Ambiental nos cursos e nas disciplinas. Os indícios, quando ocorrem, em sua maioria reportam-se aos conteúdos e, em menor proporção, às habilidades e competências. Há necessidade de intensificação dos esforços para inserção da temática em uma vertente crítica, transformadora e emancipatória.


Palavras-chave


Ambientalização curricular. Sustentabilidade socioambiental. Educação Ambiental.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v13e232019142-160

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED