Hipertextualidade e ambientes virtuais de aprendizagem:encontros e desencontros de uma mudança paradigmática

Dndº. Emanuel do Rosário Santos Nonato (UNEB), Dndª. Mary Valda Souza Sales (UFBA)

Resumo


Este texto intenciona discutir o problema do lugar da hipertextualidade nos ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) a partir do caso da Especialização em Gestão Escolar da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia no Programa Nacional de Formação de Gestores Escolares do Ministério da Educação, que fornece elementos para a reflexão de matiz propositivo que se pretende neste texto sobre as resistências sofridas pelo modelo pedagógico implícito na adoção de ambientes virtuais hipertextuais e os reflexos das práticas presenciais tradicionais no desenho metodológico dos cursos a distância. A produção foi orientada pela abordagem qualitativa de pesquisa e o estudo de caso foi o método utilizado, dada a utilização como lócus do ambiente virtual do curso citado, e como sujeitos da pesquisa os professores das 07 disciplinas, denominadas salas ambientes, gestores pedagógicos do curso e cursistas das turmas 1 e 2 do polo 09 – Cidade de Teixeira de Freitas – , um dos 16 polos do curso de Especialização em Gestão Escolar.

Palavras-chave


Hipertextualidade; Ambiente virtual de aprendizagem; Práxis pedagógica

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v5e920128-33

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED