A autonomia tecnológica nos processos de formação: oferta curricular semi-presencial em cursos presenciais de graduação

Dndº. Marcus Túlio de Freitas Pinheiro (UNEB), Dndª. Kathia Marise Borges Sales (UNEB)

Resumo


O presente trabalho apresenta e analisa a experiência da Universidade do Estado da Bahia - UNEB com a implantação de componentes curriculares na modalidade a distancia em seus cursos presenciais, associando essa experiência à possibilidade de criação e manutenção de objetos de aprendizagem emergentes da condição formativa de superação do contexto utilitário para o contexto de composições digitais baseadas na autonomia tecnológica. Desenvolve reflexões sobre os processos formativos desenvolvidos no ensino superior, relacionando as demandas contemporâneas de formação, o uso das TIC e o desenvolvimento da autonomia tecnológica. 

Palavras-chave


Tecnologia; Educação a distancia; Autonomia

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v5e9201234-50

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED