NAVEGANDO RUMO AO HIPERURÂNIO NA COMPANHIA DE PLATÃO

Adriana Rosa Majola

Resumo


Platão apresenta a primeira exploração e demonstração da existência de uma realidade suprassensível e transcendente, com o intuito de tentar resolver o problema da geração e corrupção do ser e procurar a verdadeira causa das coisas: é a concepção original de uma estrutura hierárquica do real. No que ele chamou de segunda navegação, com o uso da dialética, reconhece a existência de dois planos do ser: um fenomênico, sensível, e outro puramente inteligível, o mundo das Ideias. Constituído pela multiplicidade na unidade, as Ideias platônicas são, ao mesmo tempo, imanentes e transcendentes: elas são causa do sensível, transcendendo-o por essa mesma razão. O presente trabalho pretende compreender o mundo inteligível, que para Platão é a dimensão incorpórea e metaemprírica do ser e que, usando uma expressão metafórica, ocupa um lugar acima do céu (hiperurânio), um lugar que não é um lugar no sentido físico, mas um lugar metafísico.


Palavras-chave


Platão; Metafísica; Ideias.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Adriana Rosa Majola

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. eletr. Fil. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN  Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.