O geoprocessamento para caracterização socioambiental de áreas rurais do Município de Queimados – RJ

Elaine do Nascimento Nobre Porto, Liane M. Azevedo Dornelles, Rodrigo Peracchi Porreca, Rodrigo Silva da Conceição, Marcelo de Jesus Rodrigues da Nóbrega

Resumo


O Plano Diretor ordena o desenvolvimento físico-territorial, orientando as decisões dos cidadãos, empresários, projetistas, empreendedores e demais agentes sociais, no território municipal, sendo estratégico ao garantir as estruturas ambientais e urbanas que melhor sustentem a qualidade de vida futura da comunidade. Neste contexto, o Geoprocessamento é um conjunto de técnicas e metodologias voltadas para a análise espacial, consistindo num poderoso instrumento para o planejamento territorial, considerando a sua capacidade de gerar, integrar e avaliar dados de natureza espacial. Este trabalho objetiva a modelagem, implementação e avaliação da base e do banco de dados de Queimados. Foram utilizados os programas ArcView 9.0, GPS TrackMaker, imagens de satélite, arquivo digital referente ao Censo 2000/IBGE, além de consultas a dados e informações da prefeitura. Com base nos Índices de Qualidade de Uso do Solo e da Cobertura Vegetal – (Fundação Centro de Informações e Dados do Rio de Janeiro), o município de Queimados, caracterizado no cluster G1 - Rodeio/Metrópole (agrupamento com expressivas áreas de pastagens, seguido de grandes áreas urbanas) teve a seguinte evolução: área distribuída em vegetação secundária (11% para 2%), área urbana (33% para 45%), pastagens (55% para 43%) e agricultura (0,9% para 9,4%), respectivamente. Um dos projetos propostos pela prefeitura do município é o de definir as áreas com aptidões rurais, com fins de implementação de um cinturão verde e direcionamento de políticas públicas, como a legalização dos loteamentos (em sua maioria, assentamentos rurais), inclusão social e econômica do pequeno produtor.

Palavras-chave


Modelagem; geoprocessamento; uso do solo

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/ufd.v3e6201369-88

Direitos autorais 2018 Unisul de Fato e de Direito: revista jurídica da Universidade do Sul de Santa Catarina

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Unisul fato e dir. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-601X