“Ser cristão é muito louco”: das relações semânticas no texto panfletário

Daniella Amaral, Débora Massmann

Resumo


Neste trabalho, propomo-nos a investigar a rede semântica que se constrói em torno da expressão “ser Cristão”. A partir das análises, fundamentadas na Semântica do Acontecimento, foi possível compreender que os sentidos de “ser Cristão”, no texto em análise, se constituem no entremeio, como efeito de sentido, da célebre oposição entre o bem (Deus, Jesus e Cristo) e o mal (mundo). Em outras palavras, a expressão “ser Cristão”, neste acontecimento de dizer, não está significada ai sem nenhum passado.

Palavras-chave


Semântica da Enunciação; Discurso religioso; significação

Texto completo:

PDF/A


R. cient. ci. em curso, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2317-0077