“Só há causa naquilo que falha” – a (des) construção da AD em três fases

Alexandre Wagner da Rocha, Nádia Régia Maffi Neckel

Resumo


O presente artigo tem como propósito retomar as diferentes fases pela qual a Análise do Discurso passou durante sua (des) construção enquanto (des) disciplina no intuito de melhor compreendermos o modo como a AD trata seu objeto atualmente. Para tanto, tomamos como ponto de partida textos de Michael Pêcheux (1983), e de colaboradores, principalmente Paul Henry (1997), buscando pontos de ancoragem em outros textos do próprio Pêcheux, bem como nos postulados de Althusser (2007) e na reconstituição teórica/histórica da AD produzida por Maldidier (2003). Presentifica-se, por meio desse artigo, a necessidade sempre premente de retornar aos textos fundadores da AD, a fim de se melhor compreender a inscrição teórica a qual nos filiamos.

Palavras-chave


Análise do Discurso; Sujeito; Ideologia; Formação Discursiva

Texto completo:

PDF/A


R. cient. ci. em curso, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2317-0077