DA SUSTENTABILIDADE À COMPETITIVIDADE: UM CAMINHO VIÁVEL?

Pedro de Araújo Amorim Fernandes, Gesinaldo Ataíde Cândido

Resumo


O atual contexto de negócios, formado por um ambiente dinâmico e mediado por relações complexas, tem conduzido as empresas a diferentes formas de inserção. Nesse cenário, a competitividade passa a ser orientada por um conjunto de elementos empresariais, estruturais e sistêmicos que interferem no desempenho das empresas, em que o nível de sustentabilidade da região geográfica onde se situa pode favorecer a competitividade, e vice-versa. Nesse sentido, o artigo objetiva identificar a existência de relações entre sustentabilidade e competitividade sistêmica. A relevância desse estudo consiste em oferecer ao Poder Público e aos empresários dos diversos segmentos econômicos, um caminho para ações consonantes, convergentes e mutuamente benéficas, proporcionando o desenvolvimento local/regional e alavancando o nível de competitividade sistêmica das empresas estabelecidas. Para isso, serão apresentados alguns modelos de análise do desenvolvimento sustentável e da competitividade sistêmica. Por fim, são estabelecidas possíveis relações mutuamente positivas entre a sustentabilidade e a competitividade.

Palavras-chave


Sustentabilidade; Competitividade sistêmica; Desenvolvimento sustentável

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e1201555-76

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.