REEDUCAÇÃO DO MANEJO FITOSSANITÁRIO DAS PRINCIPAIS CULTURAS AGRÍCOLAS DA COMUNIDADE DO ALMEIDA – LAGOA SECA, PB.

Thiago Costa Ferreira, Ana Lúcia Araújo Cunha, Alexandre Costa Leão

Resumo


A Revolução Verde tem bases uma agricultura consumista e dependente, contraria aos conceitos de sustentabilidade. Porem a proposta agroecologica apresenta-se com praticas ambientais e sociais justas. Este trabalho teve como base a caracterização de uma localidade rural, na qual pode ser enfatizado o processo de reeducação do manejo fitossanitário local, por meio do reconhecimento local e identificação de componentes modelos da localidade, com a coleta de dados através de questionário ambiental, e finalmente a extensão rural aos agricultores locais.  Na qual pode ser constatado que somente a partir de uma intensa extensão rural em Agroecologia, a propriedade em questão pode mudar para um quadro de sustentabilidade de suas práticas, servindo assim como modelo para outras propriedades que podem ser submetidos a uma transição agroecologica participativa.


Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v4e22015369-385

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.